(KINDLE) Biografia Involuntária dos Amantes BY João Tordo

O s timo romance do escritor portugu s Jo o Tordo n 1975 Biografia Involunt ria dos Amantes come a assim Juntos mat mos o javali Estamos em Pontevedra na AP 9 1975 Biografia Involunt ria dos Amantes come a assim Juntos mat mos o javali Estamos em Pontevedra na AP 9 uil metro 110 o narrador professor de L ngua e Literatura Inglesa na Universidade de Santiago de Compostela Galiza Espanha e Salda a Paris um jovem poeta mexicano ue vivera com Teresa portuguesa ue nascera em Lisboa recentemente falecida v tima de um cancro fulminante mas ue deixou um manuscrito Um manuscrito ue lido e relido contado e recontado com v rias vers lido e relido contado e recontado com v rias vers numa investiga o obsessiva efectuada pelo narrador onde surgem in meras personagens uase todas beira da loucura profundamente depressivas com rela es e relacionamento complexos anormais e incoerentes uer no contexto do romance uer numa viv ncia real destaco tr s rela es ped filas view spoilerTeresa e o sindicalista Raul Cinzas o narrador e D bora amiga de Teresa e Franuelim com a jovem canadiana Annabelle K hide spoiler Opini o Existe todo um mundo dentro deste Biografia Involunt ria dos Amantes o s timo romance de Jo o Tordo mas o primeiro ue me passa pelas m os e confesso ue dei algum tempo a digeri lo a tentar eu mesma aceitar tudo o ue lia a compreender o ue n o tinha li perante livros como este ue eu tenho pena ue o GR n o tenha uma op o secreta reservada para livros de escritores maiores mas absolutamente interdita a escritores de folhetim ue permitisse dar mais uma estrela a da excel ncia inuestion vel Jo o brilhante Seis estrelas A melancolia imposs vel de combater porue a partir do momento em ue nos aventuramos no mundo teremos sempre saudades de tudo De tudo Pois gosto bastante de ler Jo o Tordo A sua escrita imersiva comovente muito clara e t o natural Com isto uero dizer ue ualuer leitor entende e se deixa levar fazendo os seus pr prios paralelos com o ue rev de peda os da sua vida com facilidade ue me identifico com o estilo com os conceitos apesar de estar t o distante dos acontecimentos em si E com prazer ue ou o a voz da minha cabe a ler palavras seguidas de palavras em sintonia com os mecanismos ue regem os meus pensamentos Antes de mais um breve aviso ue acompanha com freu ncia conte do na internet ue o justifica ou algum tipo de pe a jornal stico mas nunca vi anteceder um livro e talvez fa a falta a obra retrata viol ncia ue pode impressionar e at ser triggering para alguns leitores De facto existem alguns epis dios de crime sobretudo de viol ncia f sica e sexual Por essa raz o poder n o ser a leitura indicada para todos Apesar de Jo o Tordo contextualizar tudo com bastante classe n o deixa de ser uma hist ria bastante pesada para aueles ue como eu s o sens veis a este tipo de tem TICAS POSTO ISTO GOSTARIA DE COME Posto isto gostaria de come por referir ue at agora o meu livro preferido de Jo o Tordo o Ensina me a Voar Sobre os Telhados ue li recentemente e adorei profundamente e ue muitas semelhan as estruturais e conceptuais encontra com a Biografia Involunt ria dos Amantes Ambos tratam de um narrador uma personagem sem nome ue parece encarnar o autor e o pr prio leitor enuanto espectador e detetive no enigma ue se desenrola sua frente Mais uma vez s o as personagens sua volta ue aduirem o papel principal estando desde o inicio envoltas num mist rio ue vai sendo desvendado atrav s de personagens mais secund rias A tarefa da procura da verdade cabe ao narrador ue ganha uma certa dedica o obsessiva causa devido rela o forte e inesperada ue constr i com as personagens mist rio Para al m disso o enredo mostra uma enorme criatividade e um fant stico poder de encaixe da narrativa ue honestamente bastante fascinante Apesar de me ter parecido ue este romance escrito h alguns anos em 2014 n o est t o maduro em termos de estilo como o Ensina me a Voar escrito numa prosa mais bela de ideias mais filos ficas tem outras caracter sticas ue s o motivo de admira o Tamb m nas duas obras as personagens s o muito genu nas s o humanos reais comportam se como pessoas O ue mais me maravilhou no entanto foi ue todas as peuenas pe as do puzzle ue a biografia dos amantes s o relatadas por uma destas personagens secund rias da sua perspectiva nica e de forma totalmente uestion vel Isto genial porue n o s est incrivelmente bem feito dotando assim as personagens de uma vida para al m do livro mas tamb m est integrado numa das principais ideias transmitidas pelo autor todos mentem especialmente uando amam Ali s a mentira e o engano tornam se fundamentais nas rela es retratadas neste romance revelando ue a t o procurada verdade inalcans vel por estar de tal maneira soterrada em todas as ilus es ue para o bem e para o mal modelam a nossa comunica o e percep o Outro conceito introduzido muito pr ximo deste primeiro ue nenhum humano livre de pecar e ue cada delito por mais leve ue seja ter obrigatoriamente as. Ulher do mexicano Teresa ue morreu há pouco tempo e marcou a vida do poeta como um ferro em brasa O narrador não poderia adivinhar porue nunca podemos saber as verdadeiras conseuências dos nossos actos ue a leitura desse manuscrito teria o mesmo efeito sobre a sua vidaAs páginas escritas por Teresa revelam a sua adolescência no seio de uma família portuguesa contaminada pela desilusão um pai ausente e alcoólico um tio aventureiro e misterioso uma mãe demasiado protectora Mas o ue ressalta com maior vivacida. Biografia Involuntária dos Amantes

FREE DOWNLOAD ✓ PDF, DOC, TXT or eBook ä João Tordo

Por uma ualuer raz o h livros em ue a est ria n o nos diz assim tanto Parece me ser normal n o nos diz assim tanto Parece me ser normal em conta o gosto pessoal ue cada um de n s se identifiue mais com determinado tipo de narrativa e outros nem tanto Foi mais ou menos o ue me acontece com a minha estreia com o autor Jo o TordoSe tivermos em conta ue o protagonista tem uma vida remediada e ue mais ue ningu m est numa situa o infortunada talvez se estranhe todos os esfor os ue faz Por outro lado se atentarmos no verdadeiro sentido da palavra Amizade talvez n o se ache o leitmotiv desta obra t o estranho assim E assim ue me sinto depois de ler terminado esta obra Posso dizer at ue estou de cora o cheio Pelo ue referi atr s e por todos os sentimentos ue este livro em si encerra Um Livro extremamente bem escrito intrigante com passagens geniais e ue fazem com ue as retenhamos para mem ria futura Um Livro envolvente grandioso ue convida a uma reflex o aprofundada Tanto pela est ria em si como pelas passagens ue referi h pouco Um Livro com uma escrita l mpida madura e ue estando apenas em Maio um dos melhores ue li este ano Obrigat rio n o perderPS A sucessiva repeti o de Um Livro n o pass vel de um ualuer erro mas sim propositada Definitivamente o melhor livro ue li este anoSem pontas soltas consistente bem escrito e uma hist ria ue nos prende do inicio ao fim Perfeito ue feito de tiEncolhi os ombros Nunca mais me vi Se me encontrares avisa meAs pessoas perdem se verdadeSorri Existir um momento ue defina o resto da nossa vida uma uest o est pida e dotada de um enorme grau de hipocrisia uma vez ue se esse momento existir t o in til perguntar por essa nfima possibilidade como rezar a Deus para ue aconte a Aueles a uem a sorte bafejou t m m os a ingrata tarefa de explicar aos outros ue esses momentos existem apenas para os ue nunca se perguntaram por eles ou seja o contr rio do ue estou a fazer neste instante E se assim for anulamos a possibilidade de uma teologia e entregamos a nossa vida s m os do acaso do impensado da volatilidade a ue somos condenados a partir do momento em ue nos encontramos sem ualuer raz o plaus vel neste mundo Se o acaso impera ent o nascemos por acidente sem ue nenhuma entidade divina nos projectasse na aus ncia dessa entidade o tal momento definidor das nossas vidas n o pode ser procurado ou salvaguardado numa ora o Ao mesmo tempo n o existe ualuer teologia ue nos auiete A ue existe repousa na redund ncia Deus criou nos somente para regressarmos a Ele Garante nos a vida mas n o nos garante mais nada E a vida por defini o uma caminhada absurda cujo final sempre id ntico Por ue raz o n o nos deixou Deus em paz ou seja inexistentes Nesta l gica incongruente o Criador coloca nos neste mundo merc de tudo o ue terreno suculento e carnal desafia nos a experimentar e no final tira nos
tudo auilo ue 
auilo ue deu Ref ns da teologia somos uma piada de mau gosto ref ns do acaso somos v timas da nfima possibilidade Nesta mis ria a ue estamos votados sentimo nos incompletos e assaz melanc licos A essa melancolia chamamos vida adulta Obrigada mady pela recomenda o Jo o Tordo publicou o s timo e mais recente romance Biografia Involunt ria dos Amantes em abril de 2014 e n o podia existir um melhor come o na editora Alfaguara Trata se de uma hist ria pode dizer se involunt ria de dois amantes pela investiga o obsessiva do protagonista S o personagens complexas um enredo fugaz e uma leitura extremamente satisfat riaO mais recente romance de Jo o Tordo o primeiro publicado pela Alfaguara come a com um acontecimento fora do vulgar os protagonistas um professor universit rio em ue o leitor nunca sabe o nome e Salda a Paris atropelam um rio em ue o leitor nunca sabe o nome e Salda a Paris atropelam um na estrada da Galiza Ao matarem o animal dado o primeiro passo para o desenrolar da vida de cada um destes homens O narrador tornado num outro momento o grande protagonista nesta hist ria um ser desmotivado com a pr pria vida Com um cargo de professor na universidade ue n o aprecia particularmente uma separa o e uma filha rebelde n o consegue estabilizar se emocionalmenteNo in cio do enredo a nica actividade ue o deixa satisfeito o seu programa de r dio Dias Felizes em ue entrevista dezenas de personalidades de v rias reas Dias Felizes para um homem ue n o carrega uma aura de felicidade sua volta J o mexicano Salda a Paris tem uma melancolia fora do vulgar est colada a cada peda o do seu corpo nos olhos na boca na pele e ao deixar o leitor entrar nas suas atitudades e comportamentos Biografia Involunt ria dos Amantes uma hist ria volta de uma sensa o t o familiar s pessoas da sociedade atual a obsess o Para ler o artigo de opini o completo no Espalha Factos Est tua do poeta e romancista R mon M ria del Valle Incl n na pra a M ndez N nez Pontevedra Galiza Espanha Biografia Involunt ria dos Amantes 2014. Numa estrada adormecida da Galiza dois homens atropelam um javali A visão do animal morto na estrada levará um deles Saldaña Paris um jovem poeta mexicano de olhos azuis inuietos a puxar o primeiro fio do novelo da sua vida Instigado pelas confissões desconjuntadas do poeta o seu companheiro de viagem um professor universitário divorciado irá tentar descobrir o ue está por trás da persistente melancolia de Saldaña Paris A viagem de descoberta começa com a leitura de um manuscrito da autoria da ex .
Suas conseu ncias Nem mesmo escapando f poss vel ser livre deste fado Em particular abordado o impulso cego e selvagem da satisfa o de desejo sexual e como a sua racionaliza o e controle ou melhor a liberta o da necessidade de o satisfazer um factor distintivo entre o Homem e o animal e entre o homem o animal e o monstro E a uantidade de tem ticas continua a contribuir para esta densidade de pontos de reflex o Entre estes outros est tamb m a perda da inoc ncia dos jovens ue o ambicionam precocemente e portanto os dissabores da idade adulta ue acaba por desiludi los a doen a mental em diversas formas e mais uma vez a melancolia ue t o bvia a uem conhece a palavra saudade No entanto o ue mais se destaca neste contexto s o dois aspetos fulcrais ao ue poderia ser designado pela mensagem do livro Em primeiro lugar algo ue me tocou especialmente a cada momento da vida estamos preocupados vivemos aterrorizados em fazer a melhor decis o em tomar o melhor caminho para um futuro mais favor vel Por m esse esfor o s trar a frustra o ue se acumula at ao final da vida em ue finalmente conseguimos distinguir o ue foi certo do ue foi errado libertados dos fantasmas ue nos atormentam at ao momento derradeiro O segundo ponto ue mudar de vida a decis o mais dif cil ue se pode tomar mesmo ue essa mudan a s possa trazer vantagens face situa o atual porue exige encarar os factos e agir rumando a uma realidade desconhecida Assim sendo o Amor um tema ue surge meio por acidente porue inerente vida e porue a obra retrata pessoas verdadeiras ue sentem e se relacionam E tal como na vida v rios tipos de rela o amorosa ou sexual contracenam como cen rio ue proporciona a discuss o dos temas principais No final desta exposi o estranha espero ter convencido da complexidade dos conte dos do romance a ue reflecte fielmente a da vida e enriuece muito a experi ncia do leitor Para al m disto tamb m de notar a beleza dos motivos metaf ricos ue acompanham a narrativa Finalmente fazendo agora referencia ao outro livro ue li de Jo o Tordo constato com enorme deleito como o Manual de Sobreviv ncia teve um impacto t o palp vel na minha aprecia o desta leitura Pois conhecia o nome Salda a Paris reconheci do meu imagin rio alguns dos cen rios reais tornados fict cios e soube tomar aten o a dois detalhes o t tulo incr vel porue invoca um n mero incerto de amantes refere se a dois uais dois e a todos ao mesmo tempo a edi o revela bastantes falhas pouco graves mas falhas Finalmente como ualuer f ue se preze fa o a minha recomenda o com a promessa de ue lerei mais livros do autor a come ar pelo seu ltimo thriller Depois de j ter lido todos os romances de Jo o Tordo noto uma certa tend ncia em escrever sobre "personagens ue se embrenham em hist rias obscuras "ue se embrenham em hist rias obscuras entender mist rios ue se atravessam na sua frente ao ponto da obsess o Nada contra no entanto at porue aprecio a escrita deste autorN o consigo no entanto dar as cinco estrelas uma boa hist ria sobre obsess o e amor uma hist ria triste e terr vel ao estrelas uma boa hist ria sobre obsess o e amor uma hist ria triste e terr vel ao tempo mas ue n o me arrebatou Li o livro em menos de vinte e uatro horas porue se l bastante bem esta caracter stica de Jo o Tordo agrada me bastante a hist ria n o tem nada de aborrecida e porue posso leia se estou em repouso na cama por causa da ueda de uinta Feira passada e o ue n o me falta tempo para lerN o sou capaz de precisar se gostei do ue acabei de ler ou n o mas gostei ue a hist ria se passasse maioritariamente na Galiza e ue aparecessem certas personagens dos outros livros do autor sempre interessante saber o ue acontece s personagens depois de um livro acabarEmbora n o considere esta Biografia involunt ria dos amantes um livro cinco estrelas n o posso deixar de o recomendar Jo o Tordo continua a ser um dos meus autores portugueses preferidos Depois de ler uase todos os romances de Jo o Tordo este foi o primeiro a ue dei pontua o m xima por esta altura o meu escritor portugu s favorito e o porue ao ler Jo o Tordo estamos em casa A aparente facilidade com ue vai desfilando p ginas e hist rias faz nos sentir seguros e saber ue no fim tudo acabar como tem de acabar O livro de Salda a Paris ou O Ultimo De Jo O ultimo de Jo o ainda n o a obra prima ue o escritor um dia vai escrever mas pisca lhe o olho um livro surpreendente gil e magistralmente bem montado e escrito E reconfortante Porue n o um conto de fadas ou uma hist ria particularmente feliz mas uma hist ria muito real crua e pr xima da vida Recordo o ue diz sobre obsess es h as boas e as m s As boas s o as ue nos levam a fazer coisas erradas ou sobre as uais estamos incertos pelas razoes certas as m s s o as ue nos levam a fazer coisas certas pelas razoes erradas Este livro uma obsess o boa Importa ir lendo at ao fim No fim tudo far sentido E somos muito mais reconfortados. De dauelas páginas é o relato enternecedor do seu primeiro amor ao mesmo tempo ue começam a insinuar se na sua vida realidades grotescas e brutais Confrontado pela primeira vez com a suspeita dessa terrível possibilidade Saldaña Paris mergulha numa depressão profunda Determinado em libertar o amigo do poder corrosivo do mal o nosso narrador compõe então peça a peça a biografia involuntária dos dois amantes Uma biografia ue passa pelo desvelar do passado para ue este não contamine irremediavelmente o futu. .